Inter planeja maior eleição da história e diminui custos com internet – Terra Brasil – internet pink blog

Um colégio eleitoral superior a 96% dos municípios gaúchos. É isso que poderá ocorrer no pleito que o Internacional realizará neste ano, em dezembro, para definir o próximo presidente, bem como a renovação de 50% de conselheiros. Será a maior eleição de um clube de futebol em todos os tempos. Estarão aptos a votar mais de 75 mil eleitores, número quase 40% superior ao da última eleição colorada, em 2010. A tendência é que três candidatos concorram: Giovanni Luigi, um escolhido pelo movimento Convergência Colorado e mais um da oposição criada após o racha entre os grupos políticos. Apenas 18 cidades gaúchas contam com mais eleitores. Grandes localidades como Erechim, Guaíba, Santana do Livramento e Cachoeira do Sul têm colégios eleitorais inferiores ao colorado. E a principal novidade para este pleito será a possibilidade de votação pela internet, garantindo uma participação mais ampla dos sócios, com menores custos e com maior velocidade de apuração. Trata-se de uma iniciativa absolutamente inovadora, objetivando a maior participação do sócio no processo democrático. A maioria absoluta dos sócios (93%) terá, então, duas possibilidades de votação: pelas urnas eletrônicas no Gigantinho ou pela internet. Apenas quem não tem e-mail cadastrado pelo clube no universo apto a votar não poderá usar a rede mundial de computadores. A votação pela internet será possível graças à estratégia de relacionamento permanente com o sócio. Todo o processo de votação pela internet será fiscalizado e conduzido pela Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul. O Inter irá contatar com os sócios por e-mail e telefone para atualização cadastral. É fundamental que o associado faça a atualização dos seus dados como endereço de email, CPF e RG, entrando em contato com a Central de Atendimento ao Sócio (CAS). Haverá uma campanha de informação da importância destes dados da votação via internet. Na primeira quinzena de novembro, será disponibilizada a transação para opção de voto pela internet. A opção vai utilizar a mesma senha atual que serve, entre outras ações, para fazer o check in antecipado nos jogos, portanto é uma senha bastante conhecida e utilizada pelos sócios. Uma vez feita a opção pela internet, isso impede a votação na urna eletrônica. Calcula-se que o custo com a eleição de 2012 será quase 50% inferior à de 2010 graças à opção pela internet. Além disso, a apuração será instantânea, tão logo se encerre o horário de votação. É o maior quadro social das Américas apto mais uma vez a dar novo show de democracia.

Lancepress!

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNFHCVOzsJu3IkcjTF1GM7CIufX0JA&url=http://esportes.terra.com.br/noticias/0,,OI6189794-EI1137,00-Inter%2Bplaneja%2Bmaior%2Beleicao%2Bda%2Bhistoria%2Be%2Bdiminui%2Bcustos%2Bcom%2Binternet.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Internet cada vez mais censurada na China, diz relatório – Epoch Times Brasil – internet pink blog

Um gráfico que descreve a relativa liberdade desfrutada na internet, com países classificados como “livre”, “parcialmente livre” e “não livre”. Uma maior pontuação indica menos liberdade. (Freedom House)

O regime chinês se tornou mais restritivo no ano passado no controle do que seus cidadãos veem na internet e cometeu a maioria das violações dos direitos dos usuários em todo o mundo, segundo um novo relatório da Freedom House.

“As autoridades chinesas ainda reforçaram um sistema já sofisticado e de multicamadas para censurar, monitorar e manipular atividades na internet, enquanto sequestraram ou prenderam dezenas de ativistas, advogados e blogueiros”, afirma o relatório, observando que a pontuação da China sobre a restrição de liberdades da internet aumentou em dois pontos de 2010 a 2011. Isso significa que a China, ao lado de Irã e Cuba, é o país mais restritivo do mundo.

Em 2011, as autoridades chinesas detiveram dezenas de blogueiros e ativistas, prendendo-os por semanas, com alguns inclusive recebendo sentenças de prisão, disse o relatório.

A Freedom House notou que internautas chineses se tornaram cada vez mais criativos em contornar os censores do regime, apontando que websites de microblogue, incluindo o Sina Weibo, permitiram aos internautas “superar a censura, chamar a atenção para escândalos incipientes e montar campanhas online sobre vários temas”.

Nos últimos meses, um exemplo notável de internautas chineses superando os censores foi quando uma foto horrível de uma mulher, que autoridades comunistas chinesas locais submeteram a um aborto forçado, se tornou viral no Weibo.

Como resultado da popularidade do Weibo e de outros websites de microblogue, “autoridades [chinesas] responderam com controle mais rigoroso sobre tais serviços, incluindo censura intensificada e exigências de registro de nomes reais, apesar das novas restrições ainda não terem pleno efeito no discurso online”, segundo o relatório.

Foi observado que os chineses comuns ainda enfrentam uma litania de obstáculos ao acesso completo e livre à internet, tais como “controle centralizado sobre portais internacionais, uma notável diferença urbano-rural e esporádicas paralisações localizadas de acesso à internet em locais de protesto”.

Recentemente, em diversas áreas no Tibete e na província vizinha de Sichuan, os censores chineses teriam cortado a internet, a fim de evitar a disseminação de informações sobre uma série de autoimolações realizadas por monges e outros contra o brutal regime comunista na região.

Da mesma forma, os censores bloquearam o acesso à internet em partes da região de Xinjiang de julho de 2009 a maio de 2010, após protestos irromperem sobre o domínio chinês na área, o que desencadeou uma repressão aos dissidentes, disse o relatório.

A Freedom House também criticou os ciberataques do regime chinês a websites estrangeiros que criticam o Partido Comunista, incluindo websites pertencentes ao Falun Gong, uma prática de meditação pacífica que tem sido suprimida desde 1999.

“O governo chinês negou qualquer envolvimento nos ataques. Tais negações foram minadas por imagens de arquivo que foram ao ar num programa de televisão estatal em julho de 2011, que incluiu uma demonstração do software projetado pelo exército chinês que era usado para realizar um ataque a um website relacionado ao Falun Gong nos EUA”, segundo o relatório.

A China também está sendo usada como um modelo para outros regimes repressivos em todo o mundo, acrescentou o documento.

“A influência da China como uma incubadora de restrições sofisticadas foi sentida em todo o mundo, com governos como a Bielorrússia, Uzbequistão e Irã, usando a China como modelo para seus próprios novos controles da internet”, disse o relatório. Uzbequistão e Irã estavam entre os cinco primeiros na lista “não livre” da Freedom House.

Epoch Times publica em 35 países em 19 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNG6UhBjrJZDuVab8x17lCNd6jzLRQ&url=http://www.epochtimes.com.br/internet-cada-vez-mais-censurada-na-china-diz-relatorio/

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Brasil e reino unido assinam novos acordos de ciência e tecnologia – Melhor Celular (Blogue) – internet pink blog

   

Passagens Aereas

Seminário no MCTI nesta quinta-feira (27) foi organizado para aprofundar o esforço conjunto de capacitação na área energética. Na ocasião, foi lançado site para facilitar o intercâmbio universitário.

O primeiro-ministro reforçou em seu discurso a centralidade dos temas ciência e educação: Facilitaremos a possibilidade de cientistas brasileiros se beneficiarem de universidades de nível internacional no Reino Unido, anunciou.

CsF

No âmbito do programa Ciência sem Fronteiras está prevista a ampliação do número de estudantes nas modalidades Doutorado Pleno e Doutorado-Sanduíche, nas áreas ligadas a ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Com o desenvolvimento socioeconômico e tecnológico, nós temos certeza de que teremos um campo muito importante de cooperação, comentou Dilma. Isso está relacionado com uma política de efetiva capacitação profissional e de conhecimento, e por isso eu agradeci ao primeiro-ministro Cameron pela disposição do governo britânico em acolher, até 2014, 10 mil bolsistas brasileiros nos níveis de graduação e pós-graduação.

O documento inclui a participação dos alunos nos cursos preparatórios de proficiência no período de três a seis meses, anterior ao ingresso do intercâmbio nas universidades britânicas, se houver necessidade. Também define o repasse de verba do Reino Unido, no valor de £ 5.000 por ano, para custeio de pesquisa de cada estudante. Foi estabelecida ainda uma comissão de revisão anual, para monitoramento do progresso dos estudantes no programa.

Energia

Alinhado ao Ciência sem Fronteiras, o acordo de cooperação entre BG Eamp;P e CNPq tem como objeto estabelecer responsabilidades e regular os procedimentos relacionados à cooperação para o desenvolvimento de projetos e atividades acadêmicas no campo da pesquisa científica e tecnológica.

Pelo compromisso, a empresa britânica concederá recursos complementares às bolsas de estudo a serem oferecidas pelo CNPq a estudantes de doutorado (pleno e sanduíche) e pesquisadores de pós-doutorado, de acordo com as diretrizes do programa brasileiro.

O acordo contempla ainda o copatrocínio da BG Eamp;P a bolsas de estudo, que serão oferecidas pelo CNPq, a estudantes e pesquisadores para projetos de pesquisa e desenvolvimento que envolvam a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade de Aberdeen (UoA). As modalidades previstas na iniciativa são Doutorado Pleno, Doutorado Sanduíche, Pós-Doutorado.

Petróleo e gás

O terceiro acordo prevê o desenvolvimento de estudos, pesquisas e projetos científicos relacionados ao setor de petróleo e seus derivados e gás natural. O objetivo é estabelecer um convênio entre a empresa BP Energy do Brasil e Universidade de Brasília (UnB), para negociar atividades e projetos a serem executados na bacia do Parnaíba, no Nordeste do Brasil.

Em seu comunicado, a presidenta Dilma anunciou também os temas que serão incluídos na parceria bilateral. Concordamos em expandir a cooperação em setores como biotecnologia, biofármacos, nanotecnologia, tecnologia da informação e comunicação, tecnologias limpas e tecnologia da defesa, listou. Ela mencionou que o Brasil pretende avançar na área de divulgação e educação para ciência, com a instalação do Museu da Ciência, nos moldes do existente em Londres.

Novos temas

Em reunião anterior aos anúncios, os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Educação (MEC), Marco Antonio Raupp e Aloizio Mercadante, abordaram novos temas para ampliação da parceria entre o Brasil e Reino Unido com o ministro das Universidades e Ciência britânico, David Willets. Eles conversaram, ainda, sobre a possibilidade de aproveitar as estruturas esportivas da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil para instituições de ensino e pesquisa.

A intenção é criar museus científicos, em parte das estruturas dos estádios que estão sendo construídos para a Copa do Mundo. No caso das Olímpiadas, todas as construções seriam posteriormente transformadas em universidades voltadas a esporte e saúde. Este seria o legado do país, após os eventos esportivos, comentou Raupp. Em Londres, houve o inverso uso da estrutura física das universidades na programação dos jogos de 2012.

Texto: Ricardo Abel Ascom do MCTI

Saber acadêmico na Internet – O POVO Online – internet pink blog

Épossível assistir a aulas de alguns dos mais conceituados acadêmicos mundiais da atualidade, sem sair de casa, nem gastar um centavo com isso.

Nomes como W. Mark Saltzman, professor de Fronteiras da Engenharia Biomédica, na Universidade de Yale (EUA); Steve Butler, titular de Cálculo Diferencial e Integral da UCLA, ou o midiático Michael Sandel, que ministra o curso “Ética e Justiça: O que é o certo a fazer”, em Harvard, estão ao alcance de apenas alguns cliques no teclado de seu computador. É que já há uma oferta considerável de sites que disponibilizam vídeo-aulas de várias universidades gratuitamente.

Alguns deles, inclusive, oferecem legendas em português para estas aulas ministradas em universidades como Berkeley, Massachusetts Institute of Technology (MIT) ou a Universidade da Califórnia (UCLA), nos Estados Unidos. Este é o caso do site Veduca, que entrou no ar este ano e já tem em seu acervo mais de 5 mil vídeo-aulas.

O Veduca, aliás, tem um diferencial: ele relaciona notícias da atualidade publicadas em grandes jornais com aulas que tratam do assunto.

A Unicamp tem seu próprio site de vídeo-aulas, resultado de um programa da Pró-Reitoria de Graduação. Nele é possível acessar e assistir às mesmas aulas que alunos regularmente matriculados em alguns de suas disciplinas dos cursos de graduação, como física e cálculo, por exemplo.

O gigante da Internet Youtube também criou seu próprio canal com essa finalidade, o Youtube EDU. Lá é grande a quantidade de áreas acadêmicas e cursos disponibilizados, o problema é que os vídeos não são legendados, o que restringe a compreensão de seu contéudo (veja quadro nesta página).

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA

Algumas das mais renomadas universidades do mundo já estão disponibilizando gratuitamente o conteúdo de suas aulas na rede mundial de computadores. Para assistir, basta acessar os sites e dedicar seu tempo.

O mapa da mina da educação virtual

Veduca

Com o propósito anunciado de “democratizar a educação de alta qualidade no Brasil;distribuir o conhecimento dos melhores professores e universidades do mundo – de graça, para todos, e dar acesso ao conhecimento, a qualquer pessoa interessada em melhorar sua vida”, o site disponibiliza 5.040 vídeo-aulas, de 238 cursos.

Entre as universidades com quem tem parceria estão Columbia, Harvard, Michigan, Princeton, MIT, UCLA, Yale e Berkeley (todas as aulas são legendadas), sem falar na brasileira USP.

As áreas de conhecimento vão de Administração e Negócios a Medicina e Ciências da Saúde, passando por Engenharia, Filosofia e Religião, Política e Psicologia. Aliás, a navegação do site está dividida em Assuntos, Cursos, Professores e Universidades, o que otimiza a experiência do internauta.

 

Endereço: http://www.veduca.com.br

 

Aulas Magistrais

O site é um projeto da Pró-Reitoria de Graduação da Unicamp e “tem, por objetivo, divulgar aulas ministradas por docentes desta universidade, aos alunos de graduação. Os temas abordados são de interesse geral”.

É possível tanto acessar o acervo das aulas passadas como se informar sobre os temas das próximas aulas e até sugerir um assunto que gostaria de ver abordado.

 

Entre as aulas mais recentemente postadas:

 

“400 anos depois. Por que ainda ler Vieira?”, do Prof. Dr. Alcir Pécora

 

“O problema da liberdade no tempo da escravidão”, do Prof. Dr. Sidney Chalhoub

 

“A Teoria dos Circuitos Elétricos, de Maxwell até hoje”, do Prof. Dr. Yaro Burian Júnior

 

“Fisiologia do amor, da paixão e do sexo”, do Prof. Dr. Miguel Arcanjo Áreas

 

“A medida de todas as coisas”, do Prof. Dr. Alberto Saa

 

“Afetividade e práticas pedagógicas”, do Prof. Dr. Sérgio Leite.

 

Endereço: www.prg.unicamp.br/aulas

 

Youtube EDU

O site se propõe a disponibilizar “aulas breves dos maiores professores do mundo, palestras de cursos das universidades mais conceituadas ou vídeos inspiradores para mexer com sua imaginação”.

Seu conteúdo está subdividido em três canais: Ensino fundamental e médio; Aprendizado para toda a vida e Universidades. Este último agrega conteúdo segmentado nas categorias Artes, Administração, Educação, Engenharia, História, Humanas, Idiomas, Direito, Matemática, Medicina, Ciências e Ciências sociais (cada uma delas contempla os cursos da área). As aulas em inglês não estão legendadas.


Endereço: www.youtube.com/education

Cousera

O site reúne aulas de 198 cursos nas áreas de Estatísticas, Segurança Digital, Poesia americana moderna e contemporânea, História, Matemática, Lógica e Mitologoa Grega, entre outras.

Eles se definem como “uma empresa de empreendedorismo social que tem parceria com as melhores universidades do mundo para oferecer cursos online para qualquer um, gratuitamente”.

No seu portifólio de universidades parceiras, a University of California, University of Edinburgh University of Florida, The Hong Kong University of Science and Technology e University of London International Programmes.

É possível escolher o conteúdo a ser navegado tanto por curso quanto por universidade. Os vídeos não estão legendados em português.

 

Endereço: www.coursera.org

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNE55XjdzPoHTNvGAFPD8XkOCY_fQg&url=http://www.opovo.com.br/app/opovo/tendencias/2012/09/29/noticiasjornaltendencias,2928368/saber-academico-na-internet.shtml

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia será em outubro – Correio do Estado – internet pink blog

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac) realiza, entre os dias 16 e 19 de outubro, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) do Estado de Mato Grosso do Sul. O evento é coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e conta com apoio de universidades, instituições de pesquisa, fundações e Prefeitura Municipal de Campo Grande.

O evento acontecerá das 8h às 19h, no Armazém Cultural, com entrada franca. 

Estão previstas apresentações culturais, seminários, oficinas de educação ambiental, exposições das instituições de ciência e tecnologia e premiações. A expectativa é de mobilizar 2,5 mil pessoas, somente em Campo Grande, durante os quatro dias do evento.

via tecnologia – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNHytWoQWG1yY4ICtmWUzEEhQ8Ahkg&url=http://www.correiodoestado.com.br/noticias/semana-nacional-de-ciencia-e-tecnologia-sera-em-outubro_161513/

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Unidades da UEMS recebem internet até dez vezes mais rápida – MS Notícias – internet pink blog

Unidades da UEMS recebem internet até dez vezes mais rápida

O tão aguardado aumento na velocidade da internet oferecida na UEMS já chegou às 15 unidades, beneficiando diretamente servidores e alunos da instituição. Em algumas unidades universitárias, como Naviraí, Aquidauana, Paranaíba e Campo Grande, a velocidade de conexão aumentou em dez vezes, passando de um para dez megabits por segundo.

O diretor de informática da UEMS, Fábio Seabra, explica que o objetivo da instituição é fazer com que todas as unidades tenham um expressivo aumento na velocidade de conexão. “O único entrave é que em algumas cidades do interior não há infraestrutura técnica adequada capaz de comportar toda a velocidade que gostaríamos de implantar”, diz Seabra.

Em Cassilândia, Nova Andradina e Ponta Porã a velocidade da internet aumentou seis vezes e em Amambai, Coxim, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju e Mundo Novo a velocidade quadruplicou. Na sede universitária da UEMS, em Dourados, onde a instituição concentra a maior parte de sua estrutura administrativa e acadêmica, a internet passou de dez para 20 megabits por segundo.

Novos computadores

Além da progressão da velocidade de conexão, a UEMS está recebendo um grande investimento para a compra de computadores. Os recursos, somados, ultrapassam a marca de R$ 2,7 milhões, sendo R$ 333 mil vindos da própria instituição, R$ 1,25 milhões de duas emendas parlamentares, destinadas pelos senadores Biffi e Delcídio do Amaral e R$ 1,17 milhões do Programa Nacional de Assistência Estudantil para as Instituições de Educação Superior Públicas Estaduais.

Para o reitor Fábio Edir, os investimentos no parque tecnológico de informática da UEMS é uma forma de atender tanto a demandas administrativas da instituição como às necessidades pedagógicas dos acadêmicos. “Renovar nossos computadores e adquirir mais máquinas sempre foi nosso objetivo e é necessário destacar que a meta só foi alcançada graças a um trabalho de planejamento desenvolvido com muito empenho pela Universidade”, diz Fábio.

28/09/2012 – 19:32

Permitida a reprodução desde que citada a fonte.

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNFD7Wm87nuoaxelXU1g55lEJpYmyA&url=http://www.msnoticias.com.br/?p%3Dler%26id%3D93967

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Empresas temem reclamações na internet – Band – internet pink blog

sexta-feira, 28 de setembro de 2012 – 19h29 Atualizado em sexta-feira, 28 de setembro de 2012 – 20h32

As redes sociais na internet estão entre as principais armas do consumidor para reclamar de um produto ou serviço. As empresas temem prejuízos à marca e por isso tentam resolver rapidamente as reclamações.

Segundo a especialista em mídias sociais, as empresas não deveriam monitorar a internet apenas para preservar a imagem. O ideal é fazer isso para melhorar a relação com o cliente.

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNExwkqm_1qPksLEQ0IGK2Oy2aFT9w&url=http://noticias.band.com.br/economia/noticia/?id%3D100000537418

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog