Primeiros ônibus ‘Vermelhões’ de Curitiba são vendidos pela internet – Globo.com – internet pink blog


Dezessete anos depois de os primeiros ônibus biarticulados “Vermelhões” começarem a circular em Curitiba, exemplares da primeira leva do modelo que virou símbolo do transporte coletivo da cidade podem ser encontrados disponíveis para leilão em sites de venda pela internet. Por pouco mais de R$ 30 mil, é possível levar para casa um modelo Marcopolo/Volvo B58, biarticulado pioneiro na ligação entre as regiões norte e sul de Curitiba.


Os biarticulados começaram a circular pelas canaletas exclusivas da capital paranaense no ano de 1992. Apesar de os protótipos originais já levarem a cor vermelha, os primeiros 33 ônibus com duas articulações tomaram as ruas da cidade na cor prata, seguindo o padrão dos ligeirinhos que já circulavam. “Por questões técnicas de segurança, o vermelho foi retomado em 1995 para dar mais visibilidade. A segunda leva veio nesta cor, e os modelos prata foram pintados”, conta o educador Osvaldo Born, estudioso deste tipo de veículo.



Esta segunda leva veio para ligar os bairros Pinheirinho e Santa Cândida, nas regiões sul e norte, respectivamente, e com contingente dobrado. “Foram 66 veículos, 22 para cada uma das três empresas que operavam o sistema na época. Ele veio para substituir os articulados e os comuns, sem articulação, que operavam no eixo”, lembra Born.


Pelo menos dois destes 66 ônibus podiam ser encontrados à venda na internet na tarde de quinta-feira (27), e chamaram a atenção dos curitibanos nas redes sociais. Um grupo denominado “O Biarticulado é nosso” foi criado no Facebook e contava com mais de 800 adesões na manhã desta sexta-feira (28) – mais do que a capacidade do veículo, que é de 250 passageiros. Segundo a descrição, o objetivo é reunir interessados em comprar o veículo, para criar uma espécie de “consórcio”.



“Talvez exista um jeito de realizar esse sonho. Vamos lá: eu pensei nisso, você pensou nisso, seu colega de trabalho pensou nisso, um desconhecido do Facebook pensou isso. Todos nós pensamos. Vá ligando os pontos. Todos querem, mas ninguém está disposto a gastar uma ‘dinherama’ nessa loucura. Todos querem muito, mas só comprariam se pudessem pagar pouco”, diz parte do texto, que reitera não saber ainda o que seria feito do biarticulado.


Caso a ideia seja acatada pelos participantes, pelo menos uma das opções já não está mais disponível para venda. Um modelo anunciado por um vendedor de Piçarras, em Santa Catarina, deixou de aparecer no site de leilões, o que sugere que tenha sido vendido. A saída, portanto, parece ser a negociação com Luiz Paro, do município de Engenheiro Beltrão, proprietário do outro modelo. “Nós compramos de um leilão da Prefeitura de Curitiba para vender mesmo. Alguns nós desmanchamos e vendemos peças, e outros vendemos inteiros”, contou ao G1.


O modelo anunciado já rodou 849.354 quilômetros, mas segundo Born ainda poderá ser aproveitado por mais um tempo. “Um veículo com boa manutenção pode ser usado por 15, 20 anos”, estimou.


Leilões

De acordo com a Urbanização de Curitiba S/A, que gerencia o transporte coletivo em Curitiba, o convênio estabelecido com as empresas que integram o sistema prevê que todos os veículos sejam trocados a cada dez anos, ficando ainda dois anos em uma espécie de “reserva”, para casos de emergência. Pelo contrato, após o prazo, parte dos ônibus fica com as empresas, e a parte que corresponde à Urbs é repassada para a Prefeitura de Curitiba.


Futuro

Em tempos de discussão sobre mobilidade urbana, Born acredita que os biarticulados ainda devem continuar com espaço por pelo menos mais 20 anos. “Tem espaço, desde que a canaleta seja exclusiva, em um modelo mais avançado” Ele cita os eixos da Linha Verde e do Boqueirão, nos quais se abriu a possibilidade de ultrapassagem. “A cidade de Bogotá, na Colômbia, lançou esse modelo de ir do bairro ao Centro sem nenhuma parada”, lembrou.


Ele pondera que, contudo, continuam havendo intervenções de semáforos, de forma que o potencial de mobilidade não pode ser plenamente aproveitado. “O modelo ideal não pode ter intervenções ao longo do trecho”, apontou.


Para ler mais notícias do G1 Paraná, clique em g1.globo.com/parana. Siga também o G1 Paraná no Twitter e por RSS.

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNH2TMnF6z_ccPvSLy0GmR-l2nY6tA&url=http://g1.globo.com/parana/noticia/2012/09/primeiros-onibus-vermelhoes-de-curitiba-sao-vendidos-pela-internet.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s