Facebook, Google e Mercado Livre se posicionam em favor do … – Administradores – internet pink blog

O Marco Civil da Internet, que deve ser votado nesta quarta-feira (19) no Congresso Nacional, é um projeto de lei que pode colocar o Brasil na vanguarda mundial quando o assunto é direitos e deveres dos cidadãos, empresas e governos na internet. Além de demonstrar a maturidade do país em relação à tecnologia, pode evitar a sandice de tribunais que eventualmente decidem tirar uma plataforma do ar porque alguém se sentiu prejudicado com conteúdo de terceiros.

Tento isso em mente, não é de se surpreender que empresas que fornecem esses tipos de serviços – notadamente o Facebook e o Google – declarem abertamente seu apoio para a aprovação do Marco Civil. Quando for legalmente delimitado que o usuário é o responsável pelo que é dito na web sem que isso dependa apenas de jurisprudências vagas, pode ser que o bom senso seja melhor adotado.

“Seu objetivo, de delimitar, dentro da rede, os direitos e deveres de usuários, empresários, empreendedores e a sociedade civil como um todo é necessário para que a indústria da Internet cresça e assim possam também surgir novas oportunidades. É neste momento que os deputados brasileiros têm a chance da fazer história, votando para que o projeto seja aprovado o mais rapidamente possível”, publicou o Facebook no grupo oficial de notícias.

Quando parlamentares norte-americanos tentaram emplacar os projetos SOPA (Stop Online Piracy Act) e PIPA (Protect IP Act), parte das empresas de tecnologia, sobretudo as que trabalham com conteúdo e compartilhamento, movimentaram um lobby para barrar os textos. Mutilar a internet pode impedir não apenas o compartilhamento ilegal de arquivos protegidos por direitos autorais – como reclamam as grandes gravadoras e estúdios – mas limitar o desenvolvimento de novos negócios e possibilidades de monetização.

“A proposta brasileira do Marco Civil da Internet é fundamental. Aumentaria as possibilidades de investimentos e consequente aumento na geração de empregos e renda. Também facilitaria a investigação e punição de crimes praticados via internet, de acordo com o devido processo legal, sem perder de vista o objetivo maior: estabelecer um sistema equilibrado de preservação de dados e registros que possibilite a obtenção de provas sem ofensa à privacidade e à liberdade de expressão”, relata.

Estranhamente o release publicado pelo Facebook também fala em nome do Google e do Mercado Livre. Pelo jeito, a parceria em favor da aprovação do Marco Civil pode ser superior a qualquer rivalidade comercial nesse momento.

“O Google, o Facebook e o MercadoLivre acreditam na Internet e em sua capacidade de trazer melhorias à sociedade, e querem que a inovação seja fomentada. Com esse conjunto de leis, teremos o alicerce que vai sustentar o crescimento da economia digital do País, com respeito à liberdade de expressão, sem controle prévio dos conteúdos online e estabelecendo com clareza a responsabilidade de cada voz na Internet”, diz o comunicado

Curta a página do Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter

via internet – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNHFt5IOUUMv8xrFEmBsl3I_n1V-aw&url=http://www.administradores.com.br/informe-se/tecnologia/facebook-google-e-mercado-livre-se-posicionam-em-favor-do-marco-civil-da-internet/61213/

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s