Gigantes de tecnologia fecham portas de fábricas na China – R7 – internet pink blog

Gigantes de tecnologia fecham portas de fábricas na ChinaAFP

Manifestante queima bandeira metade do Japão e metade dos EUA durante protesto em Hong Kong



Publicidade

Empresas japonesas como Panosonic e Canon suspenderam as operações em suas fábricas na China após os protestos antinipônicos dos últimos dias, provocados pela disputa de um grupo de ilhas do Mar da China Oriental.

Os dois países reivindicam o pequeno arquipélago chamado pela China de Diaiyu e pelo Japão de Senkaku, mas que é controlado por Tóquio.

A disputa ganhou força na semana passada, quando o governo japonês anunciou a compra das três ilhas e a consequente nacionalização. A China respondeu com o envio de navios de guerra para patrulhar a área.

Onda de protestos contra Japão continua em cidades da China

A China é o maior sócio comercial do Japão, enquanto para a China, em termos de volume de negócios, o Japão ocupa a terceira posição, atrás da União Europeia e dos Estados Unidos.

Neste contexto, empresas japonesas interromperam suas atividades em fábricas na China.

A Panasonic anunciou a suspensão das atividades na fábrica de Qingdao, nordeste de China, após um incêndio.

Chineses fazem protestos violentos contra presença de japoneses

A gigante da eletrônica também teria suspendido temporariamente as operações em outras duas unidades, mas a empresa não confirmou a informação.

Já a empresa de câmeras fotográficas e de impressoras Canon paralisou três de suas quatro principais fábricas nesta segunda-feira e na terça-feira para garantir a segurança dos funcionários, segundo um porta-voz.

“A economia do Japão não está imune a medidas econômicas chinesas”, advertiu nesta segunda-feira o Diário do Povo, órgão oficial do Partido Comunista.

“O Japão está disposto a perder mais 10 anos, retroceder 20 anos?”, questionou o jornal oficial, em referência à crise financeira, imobiliária e bancária sofrida pelo Japão nos anos 1990, e que provocou a chamada “década perdida”.

Japão compra terreno de ilhas disputadas e eleva tensão com a China

Em 2010, o Japão perdeu o posto de segunda maior economia mundial, pelo volume de seu PIB, para a China.

Além disso, uma disputa econômica entre estes dois gigantes pode frear o crescimento de todo o continente asiático, cujo poder econômico é considerado fundamental para ajudar as grandes nações ocidentais a sair da crise.

Mais tensões durante a semana

A China prepara para terça-feira uma nova série de manifestações antinipônicas em todo o país, o que já provoca a preocupação dos Estados Unidos, que pediu aos dois países “tranquilidade e moderação”.

Após os protestos do fim de semana, que reuniram milhares de pessoas, as manifestações convocadas para terça-feira coincidem com o aniversário do “incidente de Mukden”, que, em 18 de setembro de 1931, proporcionou o pretexto para a invasão de Manchuria pelo Japão.

Nesta segunda-feira, a embaixada japonesa em Pequim foi protegida por centenas de policiais, em resposta aos pedidos do primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, que exigiu da China a garantia da segurança de seus cidadãos e de seus interesses econômicos.

Apenas algumas dezenas de manifestantes se reuniram em frente à sede diplomática, mas os policiais alertaram que na terça-feira será “muito maior”, devido ao aniversário do incidente de Mukden.

Confira o site da Record News 

via tecnologia – Google Notícias http://news.google.com/news/url?sa=t&fd=R&usg=AFQjCNE73WZhkyn3Yw5DmxU90lrpa_dDMg&url=http://noticias.r7.com/internacional/noticias/gigantes-de-tecnologia-fecham-portas-de-fabricas-na-china-20120917.html

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em internetpinkblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s